Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sexoconvivio

Este Blog contém relatos de encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo.



Este Blog destina-se á publicação, sob a forma escrita, de alguns relatos baseados em encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo. É proibida a cópia e/ou reprodução total ou parcial do conteúdo do Blog sem autorização escrita do seu autor. Aconselho a que menores de idade se abstenham da leitura dos relatos aqui postados. Utilize a pesquisa deste Blog para procurar um número de telemóvel, nome, localidade, etc. de forma mais rápida. Boas leituras e deixe o seu comentário se assim o desejar.

Quarta-feira, 05.03.14

967822713

Dia 26-02-2014, neste dia encontro-me a trabalho na zona de Benfica, a meio da tarde vislumbrando um fim de dia não muito longínquo decido recorrer aos classificados do Correio da Manhã para averiguar as possibilidades de um encontro nesta área geográfica. Alguns anúncios me chamam a atenção mas, este - PORTUGUESA LOIRA 28A BONITA T/BOA ADORO 1 BOM ANAL E BOA LINGUA O.NAT FIM COM MTO PRAZER 20R, 967822713 – levantou um interesse imediato por mais informações. Assim, faço o primeiro telefonema, atende uma voz com pronúncia portuguesa que me diz estar num determinado número na Estrada de Benfica, o convívio completo é 30€ e o normal 20€, estando disponível de segunda a sábado até às 19 horas. As condições referidas e a forma como foram referidas, levaram-me a que no final dessa tarde seguisse as indicações do GPS até ao local referido. Rapidamente me apercebo que o local tem muito movimento de carros e pessoas, o estacionamento nessa rua é praticamente impossível. Mesmo com o GPS a dar-me indicações vejo que para quem passa de carro a porta de entrada deste prédio é algo difícil de visualizar. Sigo para as ruas paralelas e após alguma procura lá encontro estacionamento que é gratuito. Faço novo telefonema, com resposta afirmativa quanto á disponibilidade imediata, confirmo o número de porta e sigo para o local. A pé ganha-se uma nova perspetiva da zona tornando-se consideravelmente mais fácil localizar a porta pretendida. Existem vários estabelecimentos comerciais nas imediações, onde se incluem cafés com esplanada, que podem ser locais privilegiados para mirones. Já lá perto faço novo telefonema para que me abram a porta e saber qual o apartamento a que me devo dirigir. Entro sem demoras e subo pelas escadas uma vez que não existe elevador, chegando á porta do apartamento fico a aguardar algum tempo até que a abram.

 

Ao contrário do que muitas vezes acontece, quem abriu a esta porta não se escondeu por detrás dela, ainda bem pois a primeira impressão é muito favorável. Abriu a porta envergando um vestido caicai de cor azul, que cobria o peito até meio das cochas, justo ao corpo e que fazia evidenciar a sua bela silhueta que também era beneficiada pelos saltos altos que calçava. Fui acompanhado direto para o quarto, pelo caminho pude ver que o apartamento tem bom aspeto e que nele existe pelo menos mais uma profissional do sexo a trabalhar, ao entrarmos no quarto apresentámo-nos, disse chamar-se Ana. Pouco depois pedi para ir á casa de banho, indicou-me o acesso que é feito através do quarto e disse para eu estar á vontade. Encontrei a casa de banho limpa, sem cheiros e aspeto arrumado. Estavam disponíveis produtos de higiene pessoal e rolo de papel para nos secarmos, tinha no entanto um ponto negativo: a descarga do autoclismo estava danificada, não impede a sua utilização, apenas a dificulta um pouco. Quando saí, a Ana esperava-me de pé e ainda vestida, disse-me que eu podia despir-me e fiar mais á vontade, enquanto me despia pediu-me o valor do convívio. Prefiro que as contas sejam feitas no final, ainda assim, sem demoras paguei o valor do convívio completo, ela recebeu e saiu do quarto voltando algum tempo depois. Enquanto a esperava fui para cima da cama e observei o quarto que estava aquecido. Encontrava-se bem iluminado tanto pelo candeeiro no teto como pela luz que os estores deixavam passar, limpo e sem cheiros, com aspeto arrumado. Contém uma cama de casal onde já se encontrava estendido o lençol de trabalho, ao seu lado, está uma marquesa de massagens e ainda uma cadeira junto desta. Na parede onde encosta a cabeceira da cama existe uma reentrância onde estão colocados os utensílios necessários ao convívio. Como decoração apenas o candeeiro no teto que tem uma forma esférica coberto por papel vermelho, e as cortinas que cobrem as janelas. As restantes paredes estão cobertas por armários dispostos num ângulo de 90º interrompidos pela porta de entrada, as portas dos mesmos são espelhadas com molduras de madeira sendo esta a característica que mais me chamou a atenção.

 

Quando a Ana regressou ao quarto despiu o vestido e pediu mais alguns minutos para ir se lavar. Entrou na casa de banho já só vestindo a roupa interior de cor branca e negra dando para ver que a sua barriga é algo flácida e típica de quem já foi mãe, além disso existem algumas estrias nas suas ancas. Ao voltar já vinha toda nua mostrando que o seu peito de tamanho médio e sem silicone, também já foi mais firme, a sua vagina está depilada ao estilo moicano, as suas cochas e traseiro são firmes e bem torneados. Perguntei a sua idade, disse ter 34 o que acredito ser verdade, tem cerca de 1,70 metros de altura, uns 65 Kg de peso, é portuguesa, caucasiana, não vi tatuagens, piercings ou cicatrizes. Gostei da sua cara, não a considero feia, os seus cabelos são alourados não condizendo com a crista moicana de cor negra. Vem direto para a cama e pergunta como seria o oral, deixei ao seu critério. Ela começou com umas caricias manuais e entalando o tolinhas entre as suas mamas. Este foi crescendo e ainda a meia haste vestiu a gabardine, só aí começou o oral que rapidamente o colocou em sentido, levando ao surgimento de alguns comentários simpáticos relativamente ao seu tamanho. Este oral prolongou-se por algum tempo com boa cadência e alguma profundidade, juntamente com o oral surgiram uns gemidos que achei pouco convincentes e que mantiveram-se durante todo o encontro. Pelo meio foram feitas algumas tentativas para engolir o tolinhas na sua totalidade mas, como sempre, sem sucesso. Seguidamente perguntou se eu gostava mais por cima ou por baixo, respondi-lhe para ela ficar por cima, lubrificou-se e passou depois para vaginal na posição de cowgirl. Senti-a apertadinha e imprimiu um bom ritmo, após alguns minutos seguiu-se a posição de missionário que durou mais algum tempo para depois, por sugestão dela, passarmos para a posição doggy style onde o aperto sentido e a visão das belas curvas do seu traseiro não me permitiram aguentar mais e finalizei.

 

Seguiu-se a retirada da gabardine ao tolinhas, saí da cama e fui á casa de banho lavar-me. Voltei para o quarto e vesti-me enquanto a Ana se foi lavar. Voltou vestiu a sua lingerie e acompanhou-me á porta onde nos despedimos. Não sei quanto tempo estive dentro do apartamento, mas saí com a sensação de que este encontro decorreu a despachar.

 

Conclusão: Fisicamente a Ana é atraente apesar de o conjunto ficar um pouco diminuído com a flacidez da sua barriga e peito, na cama move-se bem mas soltou uns gemidos que não me convenceram. Mostrou-se simpática, no entanto, pouco envolvente não incentivando um pouco mais de preliminares e as poucas conversas que tivemos foram sobre o tempo que fazia lá fora, as dimensões do tolinhas e pouco mais cujo nível de interesse foi tal que já nem me lembro, deixando-me á saída do prédio a sensação de ter estado a apressar o desfecho do encontro. Se a isto juntar o facto de no anúncio constar “ADORO 1 BOM ANAL E BOA LINGUA O.NAT FIM COM MTO PRAZER”, quando na prática o sucedido foi que por culpa minha o anal não foi concretizado, que por iniciativa dela (embora com a minha concordância) o oral foi com gabardine desde o início e que uma qualquer forma de cunnilingus não ter sido sequer sugerida, concluo que o nível de satisfação relativamente a este encontro anda pelo mediano. Repetir? Talvez, uma vez que ficou por experimentar a porta traseira, e caso não encontre outras opções na zona.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ninor às 02:31

Tal como está escrito na primeira linha a azul no topo deste blog, o mesmo serve para publicação, sob a forma escrita, de alguns relatos baseados em encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo. Não permitirei que este blog seja uma plataforma publicitária, por isso quem quiser publicitar o que quer que seja no espaço para comentários deste blog, verá os seus intentos frustrados tão cedo quanto me for possível. Procurem outro local ou concebam o vosso próprio espaço publicitário.


8 comentários

De kiko a 07.03.2014 às 21:57

qual foi a melhor para ti,,, e dessas q foste qual aconsselhas?

De Ninor a 08.03.2014 às 21:17

A que tinha melhor aspeto físico… ou talvez a que não tendo grande corpo criou uma tal empatia comigo que se deixou fotografar, ou talvez a que fez o melhor oral… hã espera, sou louco por um bom anal mas o atendimento dessa ficou longe de ser memorável, depois há as que fazendo um vaginal apertado têm espírito mercenário… Escolher!! Por uma razão ou por outra, não posso escolher uma.

No que diz respeito mulheres não aconselho nada a ninguém, cada um escolhe as suas.

De Anónimo a 08.03.2014 às 19:33

Adoro um homem que vá a prostitutas. Estou à procura de uma menina para o meu marido mas tenho receio de errar na escolha. Poderá dar alguma sugestão?

De Ninor a 08.03.2014 às 21:19

Lamento mas não posso ajudar. As minhas preferências físicas e sexuais possivelmente farão com que erre a escolha. No que diz respeito a mulheres cada um escolhe as suas.

De sandra a 08.03.2014 às 21:29

Otario achas bem expores assim as mulheres?nao respeitas o ser humano

De Ninor a 09.03.2014 às 21:09

Otário… Sim esse nome assenta bem a qualquer indivíduo, homem ou mulher, que aceita pagar por sexo. Deveria ter escolhido esse nome como meu nick em vez de Ninor. Como já vou tarde, peço-lhe que da próxima vez que postar um comentário aqui no blog tenha a amabilidade de se dirigir a mim como Ninor. Sei que o tema do blog é socialmente polémico mas, ainda assim, acredito que iniciar um contacto tentando insultar o interlocutor não é o método mais correto.

Quanto á exposição das profissionais do sexo posso dizer o seguinte:
- Não sendo gay tenho mesmo que falar das mulheres
- A exposição é algo inerente á atividade por elas exercida
- Tudo o que eu exponho aqui é uma parte de textos bem mais completos que compõem uma espécie de diário pessoal guardado no meu PC. Não coloco os textos completos porque quero preservar, tanto quanto possível, a identidade tando da profissional que encontro como a minha. Por outras palavras, tento minimizar essa exposição.
- A exposição que aqui faço tem por objetivo relatar uma experiência pessoal, seja ela boa ou má será relatada como tal. Não quero nem tenho por objetivo promover ou denegrir a atividade desta ou aquela profissional.
- Portugal é um país onde o direito á livre expressão está garantido na constituição. Quer concorde ou não com o que eu escrevo, estou simplesmente a exercer esse meu direito

Sim respeito o ser humano, por exemplo não tratando por otário alguém que não conheço pessoalmente logo no início de um comentário. Se eu não respeitasse colocaria sempre que possível, nomes verdadeiros tanto das profissionais com seus familiares, endereços de e-mail e números de contacto pessoais, histórias de vida das mesmas e até algumas imagens. Além disso o meu respeito pelo ser humano manifesta-se no momento em que não maltrato física ou verbalmente as mulheres quando o encontro decorre de forma totalmente oposta á que foi descrita ao telefone, e também quando as encontro na rua e não me ponho utilizar termos depreciativos para as designar (infelizmente a língua portuguesa é rica neles) ao mesmo tempo que lhes aponto o dedo, ou então aos cochichos com a vizinhança das mesmas. Seja qual for a circunstância em que eu as encontre, o respeito é um ponto que não abdico.

De netEmprego a 15.03.2014 às 14:28

muito detalhada a proposta , força ai :)

De PedroXavier a 13.08.2014 às 11:00

O que significa o 20R no anuncio? Desculpe a minha ignorancia

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031





Flag Counter

Visitantes Online