Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sexoconvivio

Este Blog contém relatos de encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo.



Este Blog destina-se á publicação, sob a forma escrita, de alguns relatos baseados em encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo. É proibida a cópia e/ou reprodução total ou parcial do conteúdo do Blog sem autorização escrita do seu autor. Aconselho a que menores de idade se abstenham da leitura dos relatos aqui postados. Utilize a pesquisa deste Blog para procurar um número de telemóvel, nome, localidade, etc. de forma mais rápida. Boas leituras e deixe o seu comentário se assim o desejar.

Domingo, 28.04.13

969644036

Dia 21-04-2013, mais uma vez estava sem nada de interessante para fazer e decidi ir procurar mais um encontro de sexo pago. Com o Correio da Manhã em mãos fiz uma mão cheia de telefonemas para avaliar quais as condições por detrás de alguns anúncios de convívio completo. Optei por este: JOVEM EMPREGADA PORTUG ATENDO SOZINHA P/ DIFICULDADES ADORO BEIJOS AV.ROMA, 969644036. No primeiro contacto atende uma voz calma com pronúncia portuguesa que me diz ser loira com olhos azuis, ter peito 40 e que está a atender em casa própria e apenas nesse dia. O local é a Avenida da Igreja perto da igreja e o convívio tem um valor de 20€ normal e 30€ se for completo. Sigo para a zona indicada e ao chegar vejo que mesmo ao fim de semana o estacionamento é difícil e pago de segunda a sexta. Novo telefonema para saber qual o número do prédio, e sou direcionado para um determinado número com a indicação de voltar a ligar quando lá chegasse. Ao aproximar-me da porta indicada achei estranho o local ser ladeado por estabelecimentos comerciais incluindo uma farmácia, situação pouco discreta. Como tinha indicação para voltar a telefonar, assim o fiz. Aí é-me indicado um outro número situado no lado oposto da avenida, bem como o andar e apartamento para onde me deveria dirigir. Sem demoras sigo em direção á nova porta que já se encontrava aberta quando lá chego. Subo para o apartamento pelas escadas pois o prédio não tem elevador, e ao chegar ao andar pretendido já a porta do apartamento se encontra aberta. Entro e sou recebido por uma profissional do sexo que, excetuando a pronúncia portuguesa, nada tinha a ver com a descrição dada no primeiro contacto telefónico.

 

Esta era mulata com cerca de 1,75m, olhos castanhos, 70 e tal Kg, cabelos curtos, cara que não sendo feia também não é nada de especial e vestida de blusa branca e jeans que deixavam notar a dimensão do seu traseiro e me deixaram a impressão de que ela tinha acabado de chegar ao apartamento pouco tempo antes de mim. Perante uma diferença tão gritante perguntei onde estava a senhora loira de olhos azuis com que tinha falado anteriormente. Fui informado que de momento ela estava indisponível e que teria de esperar um pouco, ou caso não quisesse estar á espera ficar com ela (mulata que estava á porta) que esta disponível. Não estava na disposição de estar á espera e como para mim a cor de uma mulher nunca foi problema, decidi seguir em frente. Prontamente me foi indicada a porta do quarto que estava imediatamente ao lado da porta de entrada mas, antes de entrar pedi para ir á casa de banho para me lavar. Sem demoras fui acompanhado até lá. Encontrei as instalações limpas e sem cheiros, com produtos de higiene pessoal á disposição e toalha para me secar. Fui deixado só na casa de banho com um “fique á vontade que eu vou ao quarto tirar a roupa”, e enquanto me lavava ouvi a voz de mais uma ou duas mulheres no apartamento. Percebi que, ao contrário do que me foi dado a entender no primeiro contacto, estava numa casa de meninas e não no apartamento de uma loira qualquer que atende ocasionalmente. Pouco depois saio da casa de banho e sigo para o quarto que é muito bem iluminado e que, de igual forma, estava limpo e sem cheiros, tinha um aspeto arrumado com poucos móveis, uma cama da casal onde se coloca o lençol de trabalho e onde a Maria já só vestia a sua lingerie preta, diz para me por á vontade e foi ela lavar-se. Confesso que fiquei um pouco desiludido com tal visão porque, o seu peito dá para encher as minhas mãos mas está descaído, o seu traseiro e as cochas têm uma dimensão generosa mas isso em boa parte deve-se a celulite, a sua barriga exibe pele flácida típica de quem já foi mãe ou perdeu muito peso. Não notei nenhuma tatuagem nem cicatrizes mas, tem um piercing no nariz e alguns poucos sinais no corpo.

 

Alguns minutos depois ela volta e junta-se a mim na cama. Iniciamos um pouco de conversa onde ela me diz que tem 30 anos de idade e teve um problema de saúde que a fez ganhar muito peso, mas está a fazer dieta para diminuir o excesso de peso que ainda tem e num futuro próximo pretende recorrer á cirurgia plástica para corrigir o corpo. No meio da conversa íamos intercalando uns beijos e apalpões e não tardou muito a que ela se deitasse tirando logo as quecas para eu a começar a chupar. Apresenta a vagina com algum pelo aparado, e a pedido dela foram introduzidos dedos enquanto a chupava. Não demorou muito até o tolinhas ficar de pé, pedi-lhe que o chupasse ao que ela acedeu mas advertindo que seria só com gabardine. Coloca-a e inicia um oral que foi fraco, com pouco mais de meia dúzia de chupadelas sem grande sucção nem profundidade. Pouco de pois e com grande estímulo da parte dela iniciamos a penetração vaginal na posição de missionário onde mostrou, através de incentivos, gostar de ser penetrada profundamente e com uma cadência animada. Continuamos o vaginal por mais algum tempo passando por uma ou duas lubrificações e várias posições das quais destaco a reverse cowgirl por ter sido uma boa visão vê-la a cavalgar o tolinhas com aquele traseiro virado para mim. A dada altura disse-lhe para terminarmos com anal e sem demoras ela lubrifica-se e deita-se na cama afastando os seus joelhos e colocando-os junto ao seu peito. Percebi logo que é claramente alguém com muita experiência na matéria, o que confirmei com a penetração que foi sem dificuldade e senti não ser das mais apertadas que já tive. Embora estivesse a gostar, a verdade é que para mim essa não é a posição mais fácil de se fazer anal e por isso pedi para que se pusesse de quatro mas, infelizmente isso não aconteceu. Ela tem medo de rebentar a gabardine ao fazer anal nessa posição, põe mais um pouco de lubrificante e deita-se de lado. Continuamos o anal durante mais alguns minutos mas como não era a minha posição mais confortável o tolinhas estava com dificuldade em entregar o seu leitinho. Foi necessário recorrer a tralho manual para acabar o serviço.

 

Seguiu-se nova ida á casa de banho, desta vez acompanhado, para mais um momento de higiene pessoal. Á saída, encontrámos no corredor a loira (cabelos pintados) com quem tinha tido o primeiro contacto que ao ver-me disse: “olha o que eu perdi, é todo bom. Foi comigo que falou ao telefone”. Não dei grande importância ao comentário e segui para o quarto, onde continuamos mais um pouco de conversa enquanto nos vestíamos. Desta vez ela vestiu apenas uma combinação preta que acredito ser a sua farda de trabalho em vez da indumentária que envergava quando me recebeu á porta. Paguei pouco antes de sair do quarto, os valores foram os mesmos que me foram transmitidos ao telefone, e aqui tive uma falha de inteligência pois saí sem perguntar e ficar a saber qual o número de contacto desta mulata. Fui acompanhado até á porta e despedi-me com um beijo e um até uma próxima vez.

 

Conclusão: Mostrou-se simpática no atendimento e tenta agradar, tendo um desempenho que foi interessante mas nada de extraordinário. Experimenta várias posições e incentiva a que sejamos agressivos nas penetrações, isso pode querer dizer que está a gostar do convívio ou simplesmente quer encontrar a melhor posição para que o cliente se despache. É pena que o oral seja fraco e que não tenha feito anal na posição de doggy style. Tudo somado faz com que um novo encontro, embora possível, seja difícil de se concretizar. A ser verdade que dentro de pouco tempo vai iniciar o processo para corrigir as mazelas que o excesso de peso lhe deixou, penso que um dia poderemos ter um anúncio com fotos de uma boazona, pois considero que fisicamente a sua estatura tem potencial para ser uma cavalona.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ninor às 19:05

Tal como está escrito na primeira linha a azul no topo deste blog, o mesmo serve para publicação, sob a forma escrita, de alguns relatos baseados em encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo. Não permitirei que este blog seja uma plataforma publicitária, por isso quem quiser publicitar o que quer que seja no espaço para comentários deste blog, verá os seus intentos frustrados tão cedo quanto me for possível. Procurem outro local ou concebam o vosso próprio espaço publicitário.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930





Flag Counter

Visitantes Online