Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sexoconvivio

Este Blog contém relatos de encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo.



Este Blog destina-se á publicação, sob a forma escrita, de alguns relatos baseados em encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo. É proibida a cópia e/ou reprodução total ou parcial do conteúdo do Blog sem autorização escrita do seu autor. Aconselho a que menores de idade se abstenham da leitura dos relatos aqui postados. Utilize a pesquisa deste Blog para procurar um número de telemóvel, nome, localidade, etc. de forma mais rápida. Boas leituras e deixe o seu comentário se assim o desejar.

Segunda-feira, 18.03.13

925929068

Dia 12-03-2013, a minha mais recente busca por uma cara nova não correu como eu gostaria que tivesse corrido. Desta vez fui ao encontro de alguém com quem já me encontrei algumas vezes. Já se passaram alguns meses desde a última vez que me encontrei com a Luciana, procuro o seu anúncio no Correio da Manhã mas este não se encontra lá. Nada de estranho, uma vez que passou a colocar ocasionalmente anúncio no jornal, tendo optado por apostar em anúncios na internet geralmente em websites de anúncios gratuitos. Mesmo sem anúncio no jornal encontro o seu número 925929068 e consigo entrar em contacto com ela. Infelizmente não está disponível de imediato, terei de aguardar o seu contacto mais tarde. Fiquei um pouco preocupado uma vez que o seu horário de trabalho é até às 21h e os ponteiros do relógio já estava mais perto da 22h. Mas para ela não havia problema. Uma vez que já sou conhecido ela prolonga o seu horário até um pouco mais tarde e, pouco depois das 22h, recebo o seu telefonema a dizer que posso seguir para o seu apartamento. Assim faço e chegando ao local volto a telefonar para ter uma surpresa. Durante os meses que passaram entre a minha última visita e este dia a Lucy esteve de férias no Brasil e quando voltou mudou de apartamento. Continua em Rio de Mouro mas, agora está na Rua Bartolomeu Perestrelo. Sigo para o novo local que não fica longe do local anterior, é de fácil estacionamento e pareceu ser discreto. Novo telefonema para me dizer qual o andar e me abrir a porta. Subo pelas escadas porque a subida é curta e não convém alertar os outros moradores com o ruído do elevador.

 

Abre-se a porta e como sempre a Lucy fica escondida por detrás dela, entro e vejo que está de salto alto, fio dental, sutiã que mostra bem o tamanho dos seus seios e um sorriso. Ela é uma mulata brasileira, com 45 anos de idade mede 1,72m de altura, tem olhos e cabelos negros, peito 46 natural a notar a idade e normalmente é totalmente depilada. Considero que não é feia de cara, tem coxas grossas e rabo grande, não tem tatuagens, estrias ou piercins mas tem duas pequenas cicatrizes, uma nas costas e outra no baixo-ventre, resultantes de cirurgias. Pesa uns 80 Kg que lhe dão uma barriga saliente. Cumprimentamo-nos com uns beijinhos e no meio de um pouco de conversa sigo-a em direção ao quarto, e fico a saber que este apartamento é mais pequeno e por isso já não tem companhia em casa. Entramos no quarto que como sempre está limpo, sem cheiros e bem arrumado. É mais pequeno que o anterior, aliás todo o apartamento é mais reduzido, ainda assim, tem espaço suficiente para nos movimentarmos. Tem uma cama casal sobre a qual se coloca o lençol de trabalho, um móvel com um leitor de DVD e uma TV que se manteve sempre ligada, ao lado da cama tem um outro móvel com um prato de rebuçados. Um ponto de interesse é o roupeiro que tem as portas totalmente espelhadas, uma característica que pode dar jeito em algumas brincadeiras. Sendo o apartamento novo para mim, pergunto onde fica a casa de banho ao que a Lu prontamente me indica o caminho. Sigo para a lavadela do costume enquanto ela fica no quarto, como sempre encontro as instalações limpas e sem cheiros tendo rolos de papel para me secar. Volto para o quarto e a Lucy está em cima da cama, a falar ao telemóvel com um potencial cliente a pedir informações. Atualmente pede 25€ pelo convívio normal e 40€ completo mas, como já era tarde, caso ele se decidisse pelo convívio este só poderia acontecer no dia seguinte. Após desligar o telemóvel a Lu foi se lavar.

 

Quando volta para o quarto vem já sem lingerie e pude ver que está um pouco peluda, ao contrário do que é normal. Ela diz que a sua depiladora de confiança está com problemas familiares mas que ainda esta semana fará a depilação pois não se sente bem. Como eu já estava deitado na cama a Lu começou num oral sem gabardine bastante razoável que rapidamente colocou o tolinhas em força máxima. Chupando bem e com variações de velocidade, ela vai tentando abocanha-lo na sua totalidade. Depois de algum tempo trocamos de papel. Com ela deitada passei eu a trabalhar com a língua para a sentir contorce-se e ouvir os seus gemidos que lhe vão escapando por entre uma respiração descompassada. Alguns minutos depois ela senta-se na cama para mais umas chupadelas no tolinhas antes de lhe colocar a gabardine e um pouco de lubrificante. Logo depois deitou-se novamente e colocou-se em posição para iniciarmos um vaginal na posição de missionário e fomos percorrendo algumas posições até que a seu pedido ela se colocou de lado para que eu a penetrasse nessa posição. Aí, enquanto o tolinhas entrava e saia pela frente, enfiei-lhe um dedo pelo esfíncter a cima para que este se fosse descontraindo para o final que se adivinhava. Alguns minutos depois disse para passar-mos ao anal, e sem grande contestação a Lucy lubrificou-se e deitou-se na cama, as suas pernas vieram para os meus ombros e o tolinhas entrou pela retaguarda. Embora nesta fase o tolinhas estivesse a trabalhar devagarinho, a Lu não se sentia confortável nesta posição por isso pouco depois trocamos de posição. Passamos para doggy style pois sentia-se mais confortável assim. Mais um pouco de lubrificante e o tolinhas voltou a entrar na porta traseira, após algumas investidas entrou todo lá dentro e sentia-se bem apertadinho nessa condição. Vários minutos passaram com o tolinhas a bombar no traseiro, e sem surpresa chegou o momento em que ele despejou o leitinho na gabardine. Embora nesse dia o tempo tendesse para o frio, por esta altura estávamos bem quentes e a transpirar. Retirei a gabardine ao tolinhas e seguidamente fui á casa de banho para uma nova lavadela voltando para o quarto para me vestir enquanto íamos conversando mais um pouco. Paguei á saída do quarto sem que ela mo tenha pedido.

 

Conclusão: Mais uma vez fiquei satisfeito com o encontro que acabara de ter com a Luciana. Não senti qualquer controle de tempo, e ela manteve uma atitude muito meiga e quis satisfazer os meus desejos. Apesar de ela me ter dito que ainda está em processo de mudança para este novo apartamento, a verdade é que não notei falta de higiene ou desarrumação nas instalações. Certamente que vou voltar.

 

 

Boas Phodas a todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ninor às 21:55

Tal como está escrito na primeira linha a azul no topo deste blog, o mesmo serve para publicação, sob a forma escrita, de alguns relatos baseados em encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo. Não permitirei que este blog seja uma plataforma publicitária, por isso quem quiser publicitar o que quer que seja no espaço para comentários deste blog, verá os seus intentos frustrados tão cedo quanto me for possível. Procurem outro local ou concebam o vosso próprio espaço publicitário.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31





Flag Counter

Visitantes Online