Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sexoconvivio

Este Blog contém relatos de encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo.



Este Blog destina-se á publicação, sob a forma escrita, de alguns relatos baseados em encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo. É proibida a cópia e/ou reprodução total ou parcial do conteúdo do Blog sem autorização escrita do seu autor. Aconselho a que menores de idade se abstenham da leitura dos relatos aqui postados. Utilize a pesquisa deste Blog para procurar um número de telemóvel, nome, localidade, etc. de forma mais rápida. Boas leituras e deixe o seu comentário se assim o desejar.

Sexta-feira, 02.11.12

969078584

Dia 27-10-2012, algumas semanas atrás no Correio da Manhã vi o anúncio: A Boazona Loira PXXL Adora Brincar C/Vibrador Mass Erótica, 969078584. Fiquei com vontade de conhecer esta senhora e desde então estive á espera de ter tempo para um encontro. Este foi o dia e nem consultei as páginas do CM. Telefonema para primeiro contacto e atende uma voz com sotaque brasileiro, simpática e que me dá como referência o Centro Comercial Japão em Massamá. Valores - o menu número um tem convívio completo e custa 30€ e o menu número dois tem convívio completo com massagem ou simulação masculina 40€ (Not for me). Chegando ao CC Japão (que curiosamente no seu painel publicitário em néon tem o nome de Centro Comercial de Massamá!?), novo telefonema para saber a morada e siga caminho. Praceta Machado de Castro, é perto e sigo para lá. Ao chegar vejo que é um local muito discreto e com estacionamento fácil. Novo telefonema para saber o número do prédio e o andar, toca…toca e ninguém atende. Espero cinco ou dez minutos e tento de novo. Desta vez já atende, disse que tinha ido ao banheiro. Boa, já está a adiantar trabalho (pensei eu), deu o número do andar e apartamento e manda esperar dois minutos que já abre a porta.

 

Passado algum tempo oiço a porta do prédio a abrir e sigo para lá. Não havendo elevador subo pelas escadas e chegado ao andar pretendido abre-se a porta do apartamento por onde entro sem demoras. Diz chamar-se Raquel, brasileira, com 42 anos de idade dos quais os últimos seis tem trabalhado na área do sexo, pele de cor branca, cabelos louros pintados, olhos claros, de cara não é uma beldade mas também não a considero feia, com cerca de 1,65 m de altura, uns 70 Kg. Apresentou-se em lingerie preta, cumprimentámos e no meio de conversa de circunstância fomos em direção ao quarto e pelo caminho peço para ir a casa de banho ao que ela prontamente me indica a porta. Aqui nada a salientar, a casa de banho estava limpa e sem cheiros e tem rolos de papel e não toalha para nos limparmos. Ao sair vejo que está ao telefone com outro cliente que quer um encontro, ao que ela responde que de momento vai estar ocupada e mais tarde lhe dá um toque pelo telemóvel para assinalar que está disponível. Seguidamente coloca o telemóvel dentro de um armário fora do quarto. Gostei desta atitude porque assim enquanto está com um cliente não se ouve o telemóvel a tocar, e não havendo telemóvel a tocar também não se tem ou sente a pressão de despachar o cliente dentro de um determinado período de tempo. Entramos no quarto que também me pareceu limpo, sem luxos, com marquesa para massagens, cama sobre a qual se coloca o lençol de trabalho e, em cima de alguns móveis, uma coleção de brinquedos sexuais capaz de rivalizar com as montras de algumas sexshops. Ela pergunta qual vai ser o convívio, ao que respondo que vai ser o convívio completo porque não estou interessado em massagem e muito menos na simulação masculina.

 

Despimo-nos e vamos para a cama, aqui fiquei um pouco desapontado porque já se começa a notar o peso da idade no corpo da Raquel. O seu corpo tem uns quilos a mais que lhe dão uma barriga um pouco saliente, tem um peito de tamanho médio natural e já um pouco descaído, as suas pernas já começam a ter alguma flacidez. Pontos positivos são sem dúvida o seu traseiro que ainda tem bom aspeto principalmente quando está de quatro, o seu corpo totalmente depilado exceto um triângulo de pelo aparado por cima da vagina e a sua boa higiene pessoal. Não notei qualquer tatuagem, piercing ou cicatrizes, e durante o tempo que estive com ela também não notei que houvesse controlo de tempo e mostrou-se aplicada em satisfazer o cliente tendo uma atitude simpática e agradável, não se importando de conversar. Ela deitou-se na cama ao meu lado e começou logo a mamar no tolinhas que rapidamente se colocou em sentido. Por entre alguns comentários simpáticos relativamente ao tamanho do tolinhas, ela diz que chupar “paus” é o que mais gosta de fazer. E isso nota-se, porque o seu oral é sem dúvida dos melhores que já encontrei. Ela agarrou-se ao tolinhas sem gabardine chupando, lambendo, fazendo garganta funda com uma avidez que cheguei a pensar que não ia fazer mais nada. Nisto, e uma vez que ela estava deitada, fui para cima dela e ficamos num 69 durante largos minutos, e nessa posição fui alternando chupadelas no seu clitóris com a introdução de dedos na sua vagina e ânus sem que houvesse qualquer tipo de reclamação ou censura. A dada altura paro e afasto a cara de entre as suas pernas pensando que estava na hora de irmos ao vaginal mas sou surpreendido quando ela, por iniciativa própria, começa um botão de rosa. Não me fiz de esquisito e deixei-a continuar durante o tempo que ela quis.

 

Pouco depois diz-me para me virar para ela, a princípio não percebi o que ela tinha em mente mas rapidamente ela coloca o tolinhas entre as sua mamas e começa aperta-lo entre elas. Este aperto era ainda mais agradável quando ela chupava e lambia a ponta do tolinhas. Estava tudo muito agradável mas, ainda havia dois orifícios que eu queria que o tolinhas explorasse, e como não havia sinais de que ela fosse abrandar e muito menos largar o tolinhas, fui obrigado a dizer que já chegava. Ela levantou-se colocou a gabardine no tolinhas e vamos para um vaginal começando na posição de missionário e passando por mais três ou quatro posições durante os minutos seguintes. O seu canal vaginal já não é apertado mas ainda assim deu-me boas sensações de prazer, especialmente em doggy style e nessa posição não resisti a mais uma vez colocar um dedo no seu traseiro, enquanto o tolinhas entrava e saia profundamente na sua vagina. Pouco depois senti que estava perto do fim e pedi-lhe para terminarmos com anal ao que ela acedeu sem qualquer tipo de hesitação. Colocou lubrificante e guiou o tolinhas para o alvo que foi sendo penetrado devagarinho. E mais uma vez senti que o canal já foi mais apertado. Era sem dúvida mais apertado que a vagina mas denota que é bastante usado. Ainda assim a Raquel sentiu alguma dificuldade em acomodar o tolinhas que acabou por não conseguir entrar todo, e algumas investidas mais vigorosas depois acabou por entregar o seu leitinho. Depois de retirar a gabardine do tolinhas vou a casa de banho para nova lavadela voltando de seguida para o quarto para me vestir. Depois de uma passagem pela casa de banho também ela volta para o quarto e vamos trocando mais um pouco de conversa enquanto me visto, e fico a saber que tive alguma sorte de a encontrar a trabalhar porque normalmente ela não trabalha ao sábado, hoje fez uma exceção e decidiu ir. Além disso estava sozinha uma vez que a sua colega de apartamento não está lá ao sábado. Paguei no fim quando ia a sair do quarto sem que ela mo tenha pedido. Acompanha-me até á porta e na despedida disse que da próxima vez podíamos brincar com os seus brinquedos porque gosta muito. Por mim tudo bem desde que eu não seja o elemento passivo.

 

Conclusão: Embora o seu aspeto físico já mostre sinais da passagem do tempo, o seu empenho e atitude para com o cliente compensam esse facto. Isto porque demonstram que está ali para o satisfazer, quer fazê-lo e, acima de tudo, sabe como o fazer. O convívio falado ao telefone não só é cumprido no quarto como pode ir mais além, e por 30€ foi um convívio bastante agradável com um bom rácio preço - qualidade. Este encontro durou cerca de uma hora desde que entrei no apartamento até que saí, e embora não fique a salivar com as memórias deste encontro, acredito que ei-de voltar a entrar naquele apartamento para me encontrar com a Raquel.

 

 

Boas Phodas a todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ninor às 03:22

Tal como está escrito na primeira linha a azul no topo deste blog, o mesmo serve para publicação, sob a forma escrita, de alguns relatos baseados em encontros de sexo pago vivenciados pelo autor do mesmo. Não permitirei que este blog seja uma plataforma publicitária, por isso quem quiser publicitar o que quer que seja no espaço para comentários deste blog, verá os seus intentos frustrados tão cedo quanto me for possível. Procurem outro local ou concebam o vosso próprio espaço publicitário.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930





Flag Counter

Visitantes Online